1.7.10

Não consigo perceber.

Não consigo perceber porque é que, sempre que possível, não se evita o sofrimento nos canis e gatis municipais. Porque é que há espaços onde, quando entra um gato, não se vê se tem identificação. Onde se diz a donos que perderam um animal que não, que o seu animal não está lá quando, se estes insistirem em ver todo o espaço, descobrem que afinal está. Porque é que se deixa um cão magoado a sofrer, com dores e cheio de frio, e se continuam a dar-lhe diariamente mangueiradas de água. Não percebo.

14 comments:

Gi said...

Não percebes como eu não percebo: porque a maldade e a selvajaria humanas nos são alheias.

lalage said...

Sociopatas!
As Câmaras não têm cuidado com a forma como escolhem os seus funcionários, é o que é. Ah! E tal, se fizer mal aos animais não importa, desde que não faça mal às pessoas. Não sei quê, os animais não se queixam.
Sociopatas!

Ana said...

Eu digo muitas vezes, justificando aos outros a minha repulsa face aos maus tratos aos animais: não é uma questão de gostar de cães ou gatos, é uma questão de não tolerar o sofrimento alheio, seja em que criatura for.
Enquanto as pessoas não se aperceberem que é disto que se trata - compaixão por tudo o que nos rodeia - o nosso mundo nunca vai ser um lugar melhor :(

caniche vagabundo said...

Ai... que angústia...
É nessas situações é que eu não distinguir as duas expressões aparentemente antagónicas que algumas pessoa usam:
"Ser muito humano" e "ser um grande animal"!

Inca said...

nem eu entendo, e também não consigo entender as pessoas que fazem isso e que conseguem dormir tranquilamente todas as noites.Não percebo, não compreendo nem desculpo.

Isabel Valente said...

talvez seja tempo de tomar o exemplo em vigor noutros paises que resulta e que e' o resultado da juncao de muita boa vontade. Proporciona aos animais uma boa qualidade de vida atraves, em grande parte, do apoio de voluntarios e de doacoes feitas. (http://www.rspca.org.uk/home)E preciso encontrar alguem com a capacidade de organizar, mobilizar, mudar mentalidades. existem algumas associacoes em Portugal que se tentam encaminhar para essa direcao, o que e bom, mas que ainda tem um grande caminho a percorrer.

Ficar chocado so nao chega pois nao, ha que agir, o pouco que seja tem sempre um grande impaco.

O voluntariado e a caridade sao muito necessarios em Portugal! E as coisas que se conseguem fazer com um pouco de boa vontade extraordinarias! Um grande bem haja para aqueles que se vao mobilizando a remar contra a mare da inercia!!!!

Bejus Van

nina said...

eu também não entendo... >(

o que quer dizer "ser uma pessoa humana"?

só vejo atrocidades maldades e egoismo neste mundo

LisbonGirl said...

Também não entendo! :((

Não entender e não desmobilizar! Procurar saber todos os dias, divulgar, apresentar propostas procurar sinergias, procurar investimentos, pedir, amar muito os nossos e os que estiver ao nosso alcance ajudar, não esquecer os outros, não perder nunca a esperança de os ajudar também, insistir sempre, sempre, sempre!

Zig said...

Não sei a que caso te referes, mas, muitas vezes em canis municipais os funcionários são aqueles que não se adaptam a mais nenhum serviço, é o fim da linha, mesmo ganhando mais do que o normal já que têm que trabalhar também ao fim-de-semana! Em Beja, o Canil Municipal tem felizmente um bom funcionário, só que, também tem que ir de férias, ter dias de folga ou é chamado para outro tipo de serviços, e depois...

Mas a mim, o que mais me chateia é quando nos chamam às 08h30 de manhã por causa de um cão atropelado, um "gajo" a fazer os possíveis para lá chegar e 20 minutos depois já não estar lá mais ninguém, nem cão, nem pessoa, nem viva alma...e depois ter que ouvir, à boca pequena, que nós não nos preocupamos com casos desses...

Pepe said...

:((
Também não compreendo e custa-me muito!

Uma dona babada said...

pois... não dá para compreender mesmo. não sei o que mais dizer, concordo com tudo o que foi dito.

a serio que isto me dá a volta às entranhas.

Moura Aveirense said...

Até dói ler a descrição... :(

Carracinha Linda! said...

Também não compreendo VD... acho que ninguén, com um mínimo de humanidade e compaixão, consegue perceber isso.
Parece que os canis/gatis não estão mesmo preparados para prestar um serviço em prol dos animais e das pessoas (donos) que muitas vezes a eles recorrem quando procuram o seu animal que se perdeu.
E para além disso... o abate indiscriminado de animais... No facebook aparecem inumeros casos de animais saudaveis e em condições de adoptabilidade que são abatidos no canil de Braga. Este será apenas um dos canis onde isso acontece... e o meu coração fica pequeno... muito pequenino com essas notícias.

Sónia said...

Nem eu! Nem eu!