30.7.09

Gatos, gatos e mais gatos?

O Boss achava que ia ter umas férias de gatos. Mas não! Estes dias, tem a companhia da gata Blanca - especialista em lhe fazer esperas assustadoras... E, como se não bastasse, ainda lhe ocupa a cama!
Pobre Boss...


15 comments:

Papinhas said...

Lindaaaaaa!

Zig said...

Tem uma simples solução! Comprem outra cama igual é assim dá para os dois :))

Alice said...

e é bem linda ela!!!:)

Teodoro said...

parece o meu oposto...

Uma dona babada said...

que sorte o Boss gostar de gatos!!! Assim é uma espécie de colónia de férias para os gatos eheheh

Beijinhos!!!

Anonymous said...

pois é Van, como diz a minha dona do alto da sua sabedoria: não há bela sem senão...

no caso do Boss não há férias sem gataria!!!

slap's

Marla

Luis said...

Es una preciosidad. Wonderful.

Sónia said...

O Boss é um querido!!!!

Beijos grandes para ele!!!!!!

aninhas said...

Olá estou de volta!!!
Já estou melhorzito :)
Então arranjas-te 1 companhia nova? E ainda por cima peluda?
hehehe

miss you a lot!
hugs and kisses from kikos world :)

Luna said...

Pobre Boss... Como eu o compreendo...

Fabiana Gomes said...

que lindo :)

Thor said...

Só uma saída, Boss! A cama da dona!

LisbonGirl said...

Que floquinho de neve mais lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Esta beldade, a gata Blanca, é má para o Boss?! Ou as esperas são assédio e paixão?:))
É que o Boss é cheio de charme e tem uma cá uma paciência para a gataria!...


PS - os felinos que o rodeiam são todos fabulosamente liiiiiiiiiiiiiiiindos!!!!!!!!

Emmy said...

Eu bem digo! Esta bichanada tem cá uma lata! Boss, amigo: orelhas mocas e olhos alerta (de resto, não há mais nada a fazer...LOL!.

Van Dog said...

Sabes, Zig, não sei se iria resultar; parece-me bem que a Blanca gosta da cama com o cheirinho a cão do Boss...

Thor, vou transmitir o teu conselho ao Boss. Cheira-me que ele vai gostar!

LisbonGirl, a Blanca é mázinha para o Boss, sim... Mas agora já a vamos compreendendo - deve ser ciúme. A Blanca é uma gatinha um pouco carente. É um encanto, sempre à procura de companhia humana.