4.6.08

Touradas...

Em resultado de uma acção da ANIMAL, "Tribunal de Lisboa proíbe RTP de emitir "44.ª Corrida TV" no próximo Domingo antes das 22h30m e sem a difusão permanente de um indicativo visual apropriado que a apresente como um programa violento capaz de influir negativamente na formação da personalidade de crianças e adolescentes."
(notícia recebida por email. Pode lê-la no Blog dos Bichos)

25 comments:

cosmic girl said...

apoiado...!

raquel said...

Que bela notícia!

lalage said...

Yessssss. Aos poucos pouquinhos se mudam mentalidades :)

domino said...

Muito Bem!! ;)

Joao Quaresma said...

Não concordo nada, nada, nada mas mesmo nada, nada, nada. Mesmo, mesmo, mesmo.

Isto é mudar mentalidades? É sim, mas para pior. Peço muita desculpa. Na minha família sempre se viu touradas desde pequeno e ninguém é aqui é violento ou agressivo.

Aliás: as pessoas que habitualmente vêem touradas são incomparávelmente mais pacíficas e civilizadas do que, por exemplo, os adeptos de futebol.

Van Dog said...

Não consigo compreender como se pode ter prazer a ver uma actividade que implica claro sofrimento para um animal.

lola said...

Também não me parece que ver touradas torne alguém violento. Mas acho que, para além de ser um espectáculo impressionante (no mau sentido), entorpece a sensibilidade das crianças, que se habituam a ver pessoas a provocar sofrimento a um animal propositadamente e apenas por divertimento.

Joao Quaresma said...

Caro Van Dog Lola: é por isso é que é bom ter alguém a explicar-nos e é por isso é que não se deve privar as crianças de verem se os pais o desejarem. A tourada envolve sofrimento para o bicho mas nada de tão violento como se imagina (a pele de um bovino é - obviamente - espessa e resistente. O ferro fica pendurado sem ferir). Naturalmente que não se trata de fazer carícias, mas na minha opinião de não-aficionado (só gosto mesmo é de ver as pegas), é um nível de violência/sofrimento aceitável(desde que não sejam touradas de morte).

E é algo que envolve coragem, inteligência e destreza. E beleza. É algo que só se aprecia quando se realmente se percebe do que se trata. Se não, tudo o que vemos nos parece algo de completamente sádico bárbaro.

Zig said...

Aleluia! Finalmente! É apenas um pequeno passo, mas, todos as grandes viagens começam pelo primeiro passo!

Acho que já tinha dito algures que, a minha primeira e última tourada que vi foi no verão de 83, foi algo tão estúpido e parvo que saí antes de a "corrida" terminar.

Não sou apologista nessa questão porque acho que as coisas têm que ter o seu caminho certo. Agora, isso não me impede de falar contra essas touradas, por mais, continuo a preferir torradas...

caniche vagabundo said...

Olé!

Acho bem que passe à noitinha, é um espectáculo mais para adultos... que gostam...

(Mas olha que há que ser coerente, o tribunal teria muito, mas muito mais trabalho a fazer no que diz respeito à quantidade de programas violentos, de variadíssimo teor, que passam a toda a hora na televisão!)

Bixus said...

Não ganhámos a guerra (ainda), mas vamos vencendo batalhas!

Constança Lucas said...

atacar um animal violentamente e ainda achar graça, ser um divertimento , só pode ser algum problema sério

há mentalidades que demoram para mudar , mas mudam e para isso é necessário atitudes

IC said...

boa noticia não posso esquecer que a ano passado (acho eu) a RTP transmitiu em directo uma tourada no dia do animal!
Eu não gosto de touradas e tenho muita dificuldade em perceber os que gostam, mas enfim!

Pandora said...

Tambem recebi e talvez assim comecemos a estar no bom caminho.
Beijos.

CAP CRÉUS said...

O que anda a fazer o paquete de oliveira?

Carracinha Linda! said...

é destas proibições que eu gosto!!!!!

Rita said...

Boa, a gente chega lá devagarinho mas chega. Vamos acabar por abolir essa aberração do planeta.
Essa história do animal não sofre e é um acto de beleza e blá blá blá pretende convencer quem? De facto não se compreende como é que podem considerar aquilo um espectáculo, mas pronto os Romanos também gostavam de ver Leões a matar Virgens...
Jokas

Gi said...

Fico contente com esta notícia.
E sem querer alimentar polémicas nem ofender ninguém: João Quaresma, eu vi, já adulta, uma tourada, e dou-lhe a minha palavra de honra que os ferros ficavam pendurados depois de ferir, e que o sangue era vivo, verdadeiro e abundante.

Van Dog said...

Não há dúvida que é um tema polémico...
Sinceramente, acho que a principal razão para haver restrições é o facto de ser um espectáculo que pode ter a sua beleza, mas provoca (continuo a achar que sim...) grande sofrimento a um animal. Mas também acho que crianças verem (tornando "normal" esta prática) pode contribuir para um menor respeito pelos animais. E isto, pelo menos para alguns, é considerado como influência negativa...
Agora, também concordo que há muito mais coisas que deviam ter algum controlo. Mas não é por não terem que não se deve fazer nada...

Rocky said...

Desconhecia esta decisão e, sinceramente, estava longe de pensar que fosse concretizável... Que agradável surpresa!!!!!

caniche vagabundo said...

Tens toda a razão, VD! Devagar se vai ao longe!

Bhixma said...

Óptima notícia!
E já agora vão ao site do jornal Destak manifestar o seu apoio à decisão do tribunal.

P.S. Seria interessante que os defensores das touradas explicassem qual é o destino do touro depois de ter sido torturado na arena...

Van Dog said...

Boa, Bhixma, já lá fui!

Rute said...

Finalmente :)

Margarida said...

É um dos espectáculos que mais abomino. Espero que o meu filho nunca veja um espectáculo destes porque, como lhe vou explicar depois que existe um "nivel violência/sofrimento aceitável"? Para mim, nem violência, nem sofrimento.